Para uma revisão do estudo da arte rupestre do vale do tejo o uso dos moldes de latex como instumento de estudo

Mila Simões de ABREU , MSA, Ana Isabel RODRIGUES, AIR, Luiz OOSTERBEEK, L OO, Fernando COIMBRA , FC, Sara GARCÊS, SG and Guillermo MUÑOZ , GMC (2010) Para uma revisão do estudo da arte rupestre do vale do tejo o uso dos moldes de latex como instumento de estudo. In: Global rock art, 29 Jun - 03 Jul 2009, San Raimundo Nonato, Brasil. [Conference or Workshop Item]

[img]
Preview
PDF
Artigo35_IFRAO2009.pdf

Download (9MB)

Abstract (in English)

In 1971 a group of students discovered a major rock-art site along the banks of the Tagus (Tejo) river. Within a few years, the area was completely submerged by the water of the Fratel dam. With financial support from the Calouste Gulbenkian Foundation, some of these students and their friends photographed and made more than 1700 casts in latex. Some of these casts come recently into our hands. In this paper, we shall discuss different methods tested to record them, the technique that was chosen and how the work is progressing.

Foi nos finais do ano de 1971 que um grupo de estudantes da Faculdade de Letras de Lisboa identificaram no leito e nas margens do rio Tejo (Distrito de Castelo Branco, centro de Portugal) aquele que ainda é ainda hoje o mais importante complexo da arte rupestre “ao ar livre” em Portugal. Infelizmente a construção da barragem do Fratel acaba, poucos anos depois, por submergir a quase totalidade dos sítios então descobertos, ficando hoje ao ar livre apenas trechos marginais e áreas menores como a vale do Ocreza. Graças ao apoio financeiro da Fundação Calouste Gulbenkian foi no entanto então possível fazer moldes em látex de muitas das superfícies decoradas. São esses mais de 1700 moldes, conservados em boa condições, que permaneceram praticamente não estudados, tendo sido apenas publicadas meia dúzia de rochas e painéis. O Projecto RUPTEJO veio agora permitir que esses preciosos documentos nos chegassem agora as nossas mãos. Nesta comunicação abordaremos os problemas afrontados e as escolhas que tiveram de ser tomadas para que tão importante “Corpus” possa ser estudado e publicado.

Item Type: Conference or Workshop Item (Paper)
Authors:
AuthorsEmail
Mila Simões de ABREU , MSAUNSPECIFIED
Ana Isabel RODRIGUES, AIRUNSPECIFIED
Luiz OOSTERBEEK, L OOUNSPECIFIED
Fernando COIMBRA , FCUNSPECIFIED
Sara GARCÊS, SGUNSPECIFIED
Guillermo MUÑOZ , GMCgiprinet@gipri.net
Corporate Authors: *Instituto “Terra e Memória”, Mação; Grupo Quaternário e Pré-História do Centro de Geociências ** Investigadora do INETI; ITM Macao Portugal ; GIPRI Colombia ( rock art research)
Languages: Portuguese
Keywords: rock art; rock art sites; rock engravings; technique; prehistoric art; latex; conservation areas; archaeological sites; conservation of archaeological sites; conservation techniques; Portugal
Subjects: B. ARCHAEOLOGY > 02. Archaeological site and remains
B. ARCHAEOLOGY > 09. Prehistoric art
B. ARCHAEOLOGY > 11. Rock art
B. ARCHAEOLOGY > 12. Rock art site
E.CONSERVATION AND RESTORATION > 12. Techniques
P.GEOGRAPHIC AREAS > 05. Europe
Name of monument, town, site, museum: Tagus; Gulbenkian Foundation
Depositing User: Gipri gmc Colombia
Date Deposited: 09 Dec 2011 09:58
Last Modified: 16 Dec 2011 09:21
References: *Instituto “Terra e Memória”, Mação; Grupo Quaternário e Pré-História do Centro de Geociências ** Investigadora do INETI

- ABREU, Mila Simões de. 2008. Arte Rupestre em Mação. IN Arqueologia Rupestre – Uma visão arqueológica da Arte Rupestre – Programa. 14-16p. Mação. Edição Instituto Terra e Memória / Câmara Municipal de Mação.

- ABREU, Mila Simões de Abreu & Ludwig JAFFE. 1996. Proposta e Métodos para o levantamento, catalogo,

documentação, Estudo e Divulgação das gravuras rupestres do Parque Arqueológico do Côa. 16p Oeiras: PRÉ-ART Publications - BAPTISTA, António Martinho; Mário Varela GOMES; Francisco Sande LEMOS; Teresa MARTINS; Jorge Pinho MONTEIRO; Luís RAPOSO; Vítor Manuel SERRÃO; António Carlos da SILVA; Maria de los Angeles QUEROL & Eduardo da Costa SERRÃO. 1974. O Complexo de Arte Rupestre do Tejo. Processos de Levantamento. Actas do III Congresso Nacional de Arqueologia, 1: 293-324. IV ests. Porto: Ministério da Educação Nacional. - BAPTISTA, António Martinho. 1981. A Rocha F-155 e a Origem da Arte do Vale do Tejo. Monografias Arqueológicas. 85p. 20 figs XVI ests. Porto: Grupo de estudos Arqueológicos do Porto.

- BAPTISTA, António Martinho. 1986. A arte rupestre pós-glaciária. Esquematismo e abstracção. História da Arte em Portugal. Do Paleolítico à Arte Visigótica, 1: 30-55. Lisboa: Publicações Alfa. - BAPTISTA, António Martinho. 2009. O paradigma Perdido. O Vale do Côa e a Arte Paleolítica de Ar Livre em Portugal. 253p. Vila Nova de Foz Côa: Edições Afrontamento / Parque Arqueológico do Vale do Côa. - FOSSATI, Angelo; Ludwig JAFFE & ABREU, Mila Simões de. 1990. Rupestrian Archaeology. Techiniques and

Terminology. A Methodological Approach: Petroglyphs. Ricerche Archeologiciche, Vol. 1, Tomo 1. 33p. (Valcamonica:Edizioni della Cooperativa Archeologica “Le Orme dell’Uomo”.

- GOMES, Mário Varela. 1989. Arte Rupestre do Vale do Tejo - um santuário pré-histórico. "Encontro sobre

el Tajo: El agua y los assentamientos humanos". Cuadernos de San Benito, 2:49-75. Fundación San Benito de Alcantara.

- GOMES, Mário Varela. 1990. A rocha 49 de Fratel e os períodos estilizado-estático e estilizado-dinâmico da arte do Vale do Tejo. RODRIGUES, M. Conceição (Coord.), Homenagem Professor Santos Júnior, I: 151-177.

Lisboa:Instituto Português de Investigação Científica.

- GOMES, Mário Varela. 2000. A rocha 175 de Fratel - Iconografia e interpretação. Estudos Pré-Históricos. 8: 81-

112.

- GOMES, Mário Varela. 2004. A rocha 11 de Gardete (Vila Velha de Ródão) e os períodos terminais da arte rupestre do Vale do Tejo. Revista Portuguesa de Arqueologia, 7 (1): 61-128.

- QUEROL, Maria de los Angeles Fernández; António Martinho BAPTISTA; Jorge Pinho MONTEIRO & Francisco Sande LEMOS. 1975. Moldes de Goma Líquida (Latex prevulcanizado) aplicados al estudio de los grabados rupestres. Actas de las I Jornadas de Metodologia Aplicada de las Ciencias Historicas 1:21-124.

- SANTOS, Manuel Farinha dos. 1972. Pré-História de Portugal. Biblioteca das Civilizações Primitivas. 1ª ed. 174p. Lisboa: Editorial Verbo. - SERRÃO, Eduardo da Cunha. 1978. A arte rupestre do Vale do Tejo. Aspectos e Métodos da Pré-História, 43p.

(:7 – 16). Trabalhos do Grupo de Estudos Arqueológicos do Porto,1. Porto: Grupo de Estudos Arqueológicos do Porto. Outras Referências: Blog “Da Finitude Do Tempo” (2010) http://dafinitudedotempo.blogspot.com/ (2010)
URI: http://openarchive.icomos.org/id/eprint/991

Actions (login required)

View Item View Item

Metadata

Downloads

Downloads per month over past year

View more statistics

© ICOMOS
http://www.international.icomos.org
openarchive(at)icomos.org